terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Marinha divulga edital para a Escola Naval


Foi divulgado hoje (21/02/2017) no Diário Oficial da União o edital para o Concurso Público de Admissão à Escola Naval (CPAEN) da Marinha Brasileira. Estão previstas 30 vagas, divididas em 18 para o sexo masculino e 12 para o sexo feminino, estas especificamente para o Corpo de Intendentes da Marinha.

As inscrições poderão ser feitas a partir de amanhã (22/02/2017) até o dia 31/03/2017 através do site www.ensino.mar.mil.br.

Serão aplicadas as provas e eventos complementares nas Organizações Responsáveis pela Execução Local (OREL) nas cidades do Rio de Janeiro - RJ, São Pedro da Aldeia - RJ, Angra dos Reis - RJ, Vila Velha - ES, Salvador - BA, Natal - RN, Olinda - PE, Fortaleza - CE, Belém - PA, São Luís - MA, Rio Grande - RS, Santa Maria - RS, Curitiba - PR, Porto Alegre - RS, Florianópolis - SC, Ladário - MS, Cuiabá - MT, Brasília - DF, São Paulo - SP e Manaus - AM.



Abertas as inscrições para o Colégio Naval

A Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) divulgou Edital na qual torna público estarão abertas as inscrições do Concurso Público de Admissão ao Colégio Naval em 2017 no período de 22/02/2017 a 31/03/2017. 

Serão ofertadas 190 (cento e noventa) vagas, sendo 38 (trinta e oito) vagas destinadas exclusivamente aos candidatos negros.

As condições para a inscrição estão disponíveis no edital. As inscrições poderão ser feitas nos endereços www.ensino.mar.mil.br ou www.ingressonamarinha.mar.mil.br .

As provas serão realizadas em duas fases. Na primeira fase será aplicada uma prova objetiva, com duração de 3 horas, contendo 20 questões de Matemática e 20 questões de Inglês. A segunda fase será composta por uma prova objetiva das disciplinas de Português, Estudos Sociais e Ciências e uma Redação, com duração total de 4 (quatro) horas.

CAIXA abre inscrições para seleção de estagiários

Estudantes dos níveis Médio e Superior poderão se inscrever no processo seletivo que objetiva formar reserva técnica de estagiários.

Existem vagas para alunos de cursos técnicos integrados ao ensino médio nas áreas de Técnico em Finanças, Secretariado e Administração. Para essas áreas as vagas estão espalhadas nas seguintes unidades da federação: Acre; Amapá; Amazonas; Pará; Rondônia; Roraima; Tocantins; Alagoas; Bahia; Ceará; Maranhão; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Rio Grande do Norte; Sergipe; Brasília; Goiás; Mato Grosso; Mato Grosso do Sul; Espírito Santo; Minas Gerais; Rio de Janeiro; São Paulo; Paraná; Rio Grande do Sul; e Santa Catarina.

Em nível médio o edital ainda oferece vagas para alunos do ensino técnico e técnico integrado ao ensino médio em Informática, sendo estas somente para Brasília e Rio de Janeiro.

Em nível superior as vagas estão destinadas a alunos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharias Civil, Ambiental, Elétrica, Agrônoma/ Agrícola, Mecânica, e de Telecomunicações. Essas vagas estão espalhadas em cidades das seguintes unidades da federação: Acre; Alagoas; Amazonas; Amapá; Bahia; Ceará; Distrito Federal; Espírito Santo; Goiás; Maranhão; Minas Gerais; Mato Grosso do Sul; Mato Grosso; Pará; Pernambuco; Paraíba; Paraná; Rio de Janeiro; Rio Grande do Norte; Rio Grande do Sul; Santa Catarina; Roraima; Rondônia; Sergipe; São Paulo e Tocantins.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 03 de março de 2017, através do site do CIEE - Centro Integração Empresa Escola, no endereço eletrônico www.ciee.org.br.

A remuneração mensal dos novos Estagiários é de R$ 500,00 a R$ 1.000,00, referente a jornada semanal de estágio correspondente a 25 horas semanais. Haverá também auxílio transporte de R$ 130,00 mensal.



Prouni divulga lista de segunda chamada

Já é possível verificar a lista de aprovados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos - Prouni.

A lista dos pré-selecionados pode ser encontrada no Portal do Prouni. A comprovação das informações deverá ser feita até a próxima sexta (24/02/2017).

Fiquem ligados.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O poder das mídias digitais e a disseminação da ignorância na era do conhecimento

  A cada dia, mais nos parece que saímos da ditadura militar nos anos 80 para mergulhar na ditadura da ignorância, em especial, a partir dos anos 2000.

  Após tantos anos de luta por uma democracia saudável no Brasil, descuidamos com a renovação das ideologias e das causas das novas lutas que deveriam ser travadas. Pecamos por atacar a superficialidade de alguns temas sociais, não percebendo o grande movimento pelo enfraquecimento do senso crítico e da capacidade de reflexão.

  Fomos atropelados pelas novas tecnologias de informação e comunicação. Atraídos pela lâmpada tal como mariposas. Guiados pelos sons eletrônicos dos berrantes digitais, que movimentam massas, que criam e alimentam conflitos, que dividem a sociedade em castas cuja bandeira tem a forma de umbigo.

  Exemplo recente do poder dessas mídias foi a manobra governamental para tentar convencer a sociedade dos benefícios dessa reforma imposta ao ensino médio. Enquanto escolas estão sem merenda escolar, professores sem pagamento, salas de aula caindo aos pedaços etc, o Ministério da Educação – MEC gasta quase 300 mil reais com manipuladores digitais.

  O lixo nos ambientes virtuais cresce exponencialmente, podendo chegar a números alarmantes nos próximos anos, tal como afirma a grande criador do Facebook, Mark Zuckerberg.

  A informação e o conhecimento sempre foram armas importantes para a evolução de uma nação. Muitos deram suas vidas pelo acesso livre e democrático ao conhecimento. O que é surpreendente é que o mesmo ambiente virtual que está repleto de lixo, também possui as informações que tanto precisamos para construir conhecimentos e buscar a nossa iluminação e o nosso desenvolvimento.

  As perguntas que necessitam de resposta urgente são: Qual o mecanismo de sedução utilizado pelos propagadores de lixo digital? Por que um site de fofoca, ou de algum tipo de besteirol moderno, consegue ter mais visualização e interferir mais na opinião pública do que os sites, blogs ou demais espaços educativos digitais?

 Nós, educadores, precisamos refletir sobre essas questões e buscar a atualização de nossos discursos. Não digo na essência, mas a forma precisa ser reinventada. Não dá para continuar fazendo mais do mesmo. Precisamos descer do banquinho e digitalizar nossas ideologias, possibilitando que nossos educandos quebrem as correntes e busquem o caminho da iluminação.

  Se Platão vivesse nos tempos atuais, o lendário Mito da Caverna teria uma mudança significativa em seu contexto, pois em vez de acorrentados numa caverna, a narrativa de Platão mostraria jovens acorrentados em seus smartphones, tablets, laptops, mouses e teclados.

 Para pensar. E agir.

Quem sou eu

Alice dos Santos Soares é advogada e professora universitária e de cursos preparatórios para concursos, graduação e pós-graduação. Também é Coordenadora de Pós-Graduação. Mestre em direito pela UERJ. André Luiz Monsores de Assumpção é matemático, educador, professor universitário e escritor. Mestre em Educação Matemática. Foi Coordenador dos cursos de Licenciatura em Matemática e Licenciatura em Pedagogia da Estácio-Facitec, e Pro-Reitor de Graduação do Centro Universitário Estácio Brasília. Atualmente é professor da SED-DF.